Máira Volpato

Crio Design Gráfico

Máira Volpato

Arquiteta e Urbanista por Formação (2020/1) e Design Gráfica por oportunidade. Tenho o maior amor por música do sul do mundo, e o sotaque mais carregado também.
Tenho 25 anos e a 9 trabalho com diagramação e manipulação de imagens que trasnladam um pensamento em ideia, e uma ideia em projeto!

Minha Missão é tratar cada projeto como a realização de um sonho, com ética e resteito pelas pessoas e pela arte.

  • Lages, Santa Catarina, BR
  • DM @arqmairavolpato
  • arqmairavolpato@gmail.com
  • www.mairavolpato.com.br
Me

Competências

Aprendi muito enquanto trabalhava durante os anos, no entanto, estou sempre em busca de conhecimento para alcançar melhores resultados no desenvolvimento do seu sonho.

Design Gráfico 90%
Diagramação de Arquitetura 80%
Mídias Sociais 50%
Marketing 40%

Diagramação

Diagramação de pranchas arquitetônicas, tanto apresentações digitais quanto impressas.

Planners Personalizados

Especializada no desenvolvimento de planners para impressão, unindo as necessidades do usuário ao seu gosto pessoal.

Mídias Digitais

Desenvolvimento de conteúdo para manutenção de redes sociais, banners, posts, campanhas, anúncios, entre outros.

Impressos

Criação de material para impressão, folders, cardápios, cartões de visita, catálogos dentre outros.

Identidade Visual

Desenvolvimento da sua marca para melhor posicionamento perante o seu mercado consumidor.

E Mais

Outros projetos que podem ter soluções com design gráfico como camisetas, calendários, convites, etiquetas etc.

0
Projetos Arquitetônicos
0
Logomarcas
0
copos de café
0
Projetos atuais
  • Esmalte da semana : Twenty Years

    Esmalte da semana : Twenty Years

    Olá! Fazia tempo que não postava nada sobre os esmaltes que eu estou usando, hoje resolvi fotografar um que tem estado na minha mão o mês todo, ele é bem parecido com o Anota a Simpatia que eu já mostrei, e devo admitir que esse é o tom de esmalte que eu mais gosto de usar, mesmo sendo colorido, acho ele bem neutro para ser usado no dia-a-dia. Ele se chama Twenty Years, é cremoso e faz parte da coleção Fun da Impala.

    IMG_1283

    Finalmente fotos descentes que não precisam de óculos para serem visualizadas, essa Câmera foi o melhor investimento que eu fiz nos últimos anos. A cor na unha correspondeu a do vidrinho com duas camadas de aplicação, normal e tranquilo.

    fun-2 fun-impala

    Estou amando minhas unhas finalmente crescendinho, estou conseguindo parar de roer (blergh). O problema agora esta na fraqueza das pobrezinhas, elas dobram literalmente, então esse tamanho da foto é o ponto seguro, assim elas ainda aguentam. Mas estou em busca de uma forma de fortalece-las, para deixar maior. Gostaram da cor? Espero que sim. Beijos!

  • Resenha: Anna e o Beijo Francês

    Resenha: Anna e o Beijo Francês

    Olá Corujas! Resenha nova no blog, dessa vez com o livro Anna e o Beijo Francês por Stephanie Perkins, e já aviso: Cuidado, pode conter Spoiler.

    Não julgue um livro pela opinião de  alguém, tente ver o novo da sua forma, e tirar suas próprias conclusões, a leitura nos permite isso. Mantive essa frase nas duas ultimas resenhas e não vou abadona-la, porque não existe uma maneira melhor de dizer isso.

    Anna e o Beijo Francês

    anna-e-o-beijo-frances-dama-turquesa
    Nome do livro: Anna e o beijo francês
    Autora: Stephanie Perkins
    Editora: Novo conceito
    Páginas: 286
    Lançamento: 2010

    Sinopse: Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada.Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer?

    Se eu tivesse lido esse livro antes de fazer a TAG: Doenças Literárias, ele com certeza teria ficado com a opção de doença diabetes. Esse livro é o mais fofo da minha estante, então se você procura um romance com uma pegada mais adolescente, uma leitura leve, divertida, e que pode se tornar um guia incomum de Paris, que se entregue a essa leitura.

    Anna Oliphant tem 17 anos quando o pai, que é um escritor famoso decide que ela precisa passar um tempo fazendo intercambio na Franca, e por mais que toda a garota do mundo teria talvez se apaixonado pela ideia, Anna não quer largar sua vida na América, onde tem sua melhor amiga, família, e o menino que ela gosta. Mas mesmo chateada ela se muda para a cidade luz,Paris para estudar em uma escola para americanos fora da América.

    Mas no primeiro dia na SOAP ela faz sua primeira amizade a Meredith, uma garota que ama futebol, e tem um estilo bem despojado. E em seguida, quando sai do quarto esbarra em Étienne St. Clair. Ah, St. Clair, talvez o maior clichê da história. St. Clair é lindo, inteligente, rico, atencioso, tem sotaque inglês, e tudo mais que o garoto popular da escola tem, incluindo namorada.
    Adoro me sentar ao lado dele na aula de física. Encostar nele durante as aulas de laboratório. Sua letra feia nas nossas folhas de trabalho. Adoro entregar sua mochila quando nossa aula acaba porque assim meus dedos ficam com seu cheiro pelos próximos dez minutos. (...) Adoro sua risada de menino, suas camisetas amassadas e seu gorro de crochê. Adoro seus grandes olhos castanhos e o modo como ele morde as unhas, e gosto tanto do seu cabelo que eu poderia morrer. Só tem uma coisa que eu não gosto nele. Ela.
    Anna então adentra a roda de amigos de Meredith que por obviedade dos destinos literários também é apaixonada por St. Clair, ainda na mesma mesa estão Rashimi e Josh, que namoram. O maior problema de Anna na adaptação na cidade é dado pelo fato que ela não sabe francês, e ao longo da história St. Clair quem a ajuda, e assim, existem longos trechos dos dois juntos fazendo um tour pela cidade mais romântica já criada.

    Muitas brigas, discussões, diálogos de perder o folego e  ter vontade de socar a Anna e o St. Clair por não perceberem as coisas mais óbvias da vida, mas é uma história muito boa mesmo. E mesmo que pareça que a grande mudança na vida de Anna é a mudança de continente, na verdade o que mais a afeta é a mudança das pessoas que a rodeiam, que interferem em sua vida.

    O Livro é ótimo e eu o recomendo para qualquer um que precisa lembrar como um romance inocente pode ser complicado, ou apenas se você procura um romance fofinho.

  • DIY: Como fazer um Suporte para Incenso com garrafa pet

    DIY: Como fazer um Suporte para Incenso com garrafa pet

    diy-porta-incenso-damaturquesa-capa

    Buenas minhas caras leitoras, como estão? Não sei se eu cheguei a contar, esses últimos tempos eu tenho sido altamente adepta a pratica de acender incenso dentro do quarto. Antigamente isso me irritava, MAS acordei um dia e falei, quer saber, vou queimar sim essa varetinha para deixar o lugar com um cheirinho bom. E então comprei uma caixinha de Alecrim, uma semana depois comprei uma de Cravo... Hoje tenho uma coleção de aromas, não ligo muito para o que cara planta significa, só gosto do cheiro.

    A única coisa que eu não pensei quando entrei nessa onda dos incensos é que eu iria precisar de um suporte, e depois de furar todos os meus sabonetes para fazer a varetinha parar eu decidi que iria arranjar um suporte descente para a tal prática diária de inalar fumaça de essências, e fui a caça de um porta incenso. Rodei minha pequena cidade e o único que eu achei era muito caro. Não ia pagar R$30,00 para segurar um bagulhinho que custa menos que R$2,00. Então resolvi que ia fazer meu próprio suporte para incenso, se quiser ver como eu fiz, só segue o passo a passo ai em baixo.

    Passo a passo:

    1 - Ache uma garrafa pet, de preferencia uma dessas de produto de limpeza que tem a tampa com um furinho pequeno, vai dar certinho quando colocar o incenso;

    2- Marque onde cortar, vamos precisar só das estremidades, corte mais ou menos como na imagem;
    3 - Corte a garrafa e guarde somente os pedaços das pontas, como na imagem;

    4 - Encaixe. Pronto! Se quiser já pode parar por aqui, porque já foi feito o que precisava, mas se você quiser deixar mais bonitinho continue.

    5- Coloque um peso, eu usei arroz, mas se quiser por outra coisa, sinta-se a vontade. Se não quiser colocar nada, também. Eu coloquei porque sempre deixo a janela aberta, as vezes venta muito e derruba o porta incenso. Só por isso.

    6 - Se quiser decorar, ache um retalho de tecido bonitinho e uns elastiquinhos ou uma cordinha/fita.

    7 - Embrulhe a garrafinha com o tecido e prenda na garganta da garrafa com o elástico, ou outra coisa.

    8 - Corte os excessos, e está pronto!

    diy-porta-incenso-damaturquesa-fototutorial

    Gostaram? Foi o DIY mais fácil da vida, fica pronto em 4 passos simples, mas como quis enfeitar um pouco mais deu mais trabalho. Mas não demorei 10 minutos para fazer isso. Sério. Espero que tenha ajudado, se gostou, curta esse post e me manda uma foto de como ficou, use #damaturquesa que eu sempre olho nas redes sociais! 

    Ah, e esse esquema de foto-tutorial, achei ótimo e quero fazer mais vezes. Beijos!

  • 101 músicas preferidas da vida

    101 músicas preferidas da vida

    101-musicas-preferidas-dama-turquesa

    Oi oi todo mundo! Já que é domingo e eu estou oficialmente morrendo de preguiça para elaborar um post mais elaborado, resolvi tirar a tarde para selecionar as minhas 101 músicas preferidas, o que parece ser algo simples, foi simples até chegar na faixa de numero 90, quando me dei conta que eu teria muitas outras músicas para acrescentar e não caberia na playlist. Cheguei a esse resumo, mas tenho certeza que se eu fizesse uma lista de 200, 500, 1000 músicas eu preencheria elas super fácil. 

    Eu acho que dá para compreender muito sobre uma pessoa a partir das músicas que ela escuta, e uma simples música de 3 minutos pode resumir muito a fase e a vida de alguém. Então estou abrindo meu coração a todos quando criei essa playslist, talvez vocês não saibam que Carry on My wayward son do Kansas é a minha preferida, ou que Drunk do Ed Sheeran já me animou pra festa, enquanto Give me love fez chorar, mas essa é a beleza das músicas, significa algo diferente para cada momento e pessoa que ela acompanha. 

    Criei uma playlist na minha conta no Vagalume, que você pode seguir clicando aqui.


    Com essa lista pronta, eu também posso riscar o item 27 da minha lista 101 coisas em 1001 dias. Ah, lembra dessa lista? Também foi complicada de fazer, vale dar uma olhada.Espero que vocês tenham gostado, grande beijo!

  • 16 on 16 | Outubro: Nostalgia de uma criança que cresceu

    16 on 16 | Outubro: Nostalgia de uma criança que cresceu

    Oiou corujas, suave na nave? Como eu havia citado nesse post, hoje adentrei ao mundo dos projetos literários, esse chamado 16 on 16 que consiste em 16 blogueiras escrever um texto no dia 16 sobre determinado tema previamente escolhido pelo grupo. O tema de hoje foi Criança, já que foi comemorado o dias das crianças ocorrido no final de semana.


    Sempre gostei de escrever, mas como fazem eras desde que criei um texto com esse tipo de abordagem (tema pressuposto), espero que fique bom, ao menos harmonioso. Let's do it!


    capa-dama-turquesa-Nostalgiadeumacrianaquecresceu-mairavolpato-nicholasvolpato.jpg


    Nunca fui o tipo de pessoa que fica remoendo fatos e histórias que aconteceram em outro tempo, memorias são importantes e eu nunca duvidei disso, apenas prefiro viver de uma maneira onde se pense no futuro, nostalgia não é um sentimento comum pra mim, não sou do tipo de pessoa que fica chorando de saudades, até porque, sempre que sinto saudades de alguma coisa eu tento suprir essa necessidade.


    Mas quando se vê um pequeno ser, rindo ao descobrir que é possível pular o meio fio sem cair, e se diverte de uma forma tão grande com um ato tão simples, surge como um filme o tempo em que eu me senti assim, saudades que viajam em minha mente como um pequeno barco que viaja calmo mar a dentro, mas que dói quando se percebe que não a nada que possa ser feito para mudar algo que já aconteceu, o tempo que já se foi, meus olhos então refletem o pequeno barco se jogando nas pedras.


    Pular um meio fio, correr na chuva fria de uma tarde quente de verão sem dar a mínima para quem estivesse assistindo ao espetáculo, pulando meio fio, pulando de poça em poça de água que a chuva formara em poucos minutos, olhar a roupa suja e achar divertido, pois no dia seguinte ela estaria novamente dobrada do guarda-roupas, sem preocupações em ficar doente, pegar micose, ou qualquer outra coisa que podia ser ouvido por toda a vizinhança quando a mãe gritava da janela, sendo que o único som que realmente interessava era das gotas de chuva caindo sobre a boca aberta.


    Chegar em casa depois da escola, e suada se jogar no sofá e ver os desenhos mais sem noção mas que na mentalidade da época faziam o maior sentido, diversão, entusiasmo de uma alma sem responsabilidades e problemas, queria crescer sem muito entender o que isso representava, apenas uma criança simples e ordinária, curiosa e metida, querendo apenas ser feliz.


    Essa criança ainda vive dentro dessa minha mente conturbada e cheia de pensamentos que deveriam permanecer reclusos, mas que simplesmente estão nesse momento se esvaindo em forma de palavras. O que fazer quando a vontade de ser simples, sem preocupações surgem em meio ao avistar uma criança brincando? Se joga, faz de conta que o mundo parou a sua volta e vai, compre algodão doce e viva a inocência de comer nuvens de  açúcar, as consequências? Ausente-se de uma vida monótona, a ausência torna o coração mais amante.


    FACEBOOK | TWITTER | INSTAGRAM


    Esse texto faz parte do projeto literário 16 on 16, e o tema de Outubro foi: Criança, carta a uma criança.


    Leia também o texto das outros blogs do projeto: Marlana Zanatta / Ghiovana CrhistiniCamyly Alessandra /  Jade Amorim / Nicolle Ignacio / Mari Guimarães Lianne Bezerra / Deyse Ferreira / Fernanda Probst / Sara Bittar / Ariana Coimbra / Jeniffer Yara / Thaís Oliveira / Gabriela Freitas


     
  • Tendência | Strappy Bra ou Sutiã com Tiras

    Tendência | Strappy Bra ou Sutiã com Tiras

    Capa-StrappyBra-damaturquesa.jpg

    Olá Corujas! O que acharam do vídeo de domingo? Eu to ainda repensando se fiz a coisa certa de por aquilo na internet... Enfim, hoje é dia de post de moda, tendência para ser mais específica, dando umas bandas pela interwebs achei dois ou três sites citando esse tipo de roupa, e busquei no lookbook para confirmar, antes de trazer pra cá. Então hoje vamos falar da tendência chamada Strappy Bra ou Sutiã Com Tiras.

    Como o nome já diz, é um sutiã, com tiras. Os modelos variam mas partem do mesmo princípio de terem mais tiras, criando desenhos e formas diferentes, fazendo com que a peça chame muita atenção quando deixada a mostra. Na gringa já pegou, e tem tudo pra ser super usado no verão brasileiro.

    Esse é o tipo de peça que faz a cabeça das mais moderninhas, porque se você assim como eu não gosta de deixar o sutiã a mostra não vai funcionar muito, mas eu to achando bem bonito.



    Não tem lá grandes segredos, com transparência fica bonito, com camisetas fluidas fica bom, com uma blusa com abertura atrás ou um decote bem cavado, ele vai funcionar certinho também.Só tomar cuidado para não usar em lugares mais conservadores, mas com esse calor que vem fazendo ultimamente, esse tipo de lingerie tem tudo pra ser o queridinho aqui também.

    Ainda da pra usar sozinho, se você tiver coragem, mas na ocasião certa, uma festa na piscina, praia, Camping.. 


    Strappybra-damaturquesa-tendencia4

    Strappybra-damaturquesa-tendencia5

    Strappybra-damaturquesa-tendencia6

    Espero que tenham gostado,  eu gostei, achei bem bonito e diferente, só não sei se eu usaria. MAS se usar, me conta! Beijos

  • Review: Canon PowerShot SX170IS 16MP filmagem em HD

    Review: Canon PowerShot SX170IS 16MP filmagem em HD

    capa_review_canonsx170is_damaturquesa.jpgOlá pequenas corujas, tudo certo por ai? Lembram que essa semana, eu escrevi um post falando sobre as minhas compras tecnológicas? Então, hoje vim falar um pouco mais sobre essa câmera linda que eu mal conheço e já considero pakas, que é a Canon PowerShot SX170IS. Não manjo muito de falar sobre os atributos de ficha técnica dela, portanto vou usar o texto do Detonablog que foi aliás um dos sites que eu olhei antes de escolher esse modelo de câmera, se quiser seguir o link para mais detalhes, clica aqui. Resumindo:



    Zoom óptico de 16x, expansível até 32x com o uso do zoom digital; lente 5.0-80.0mm f/3.5-5.9, equivalente a uma grande angular de 28mm; autofoco com tecnologia de estabilização Intelligent IS, semelhante ao de câmeras mais avançadas; CCD de 16 megapixels, capaz de filmar em 720p a 30 quadros por segundo; LCD traseiro fixo de 3 polegadas; processador DIGIC4, grande trunfo na fotografia em ambientes escuros; software com 32 configurações de cena que regulam exposição e equilíbrio de cor de acordo com a seleção do usuário.

    O controle manual completo está disponível, embora não ter capacidade para fotografar em formato RAW. Mais os vídeos são gravados em 720p HD.

    Para aqueles que procuram algo para apontar e disparar, a Canon SX170 IS também oferece o modo de disparo totalmente automático, com a capacidade de detectar 32 tipos diferentes de cenas.

    [caption id="attachment_1731" align="aligncenter" width="530"]Canon-PowerShot-SX170-IS-detonablog-1 Imagem: Detonablog[/caption]

    Como  uma total leiga no assunto, gostei, pelo fato dela ser muito fácil e prática de usar, da pra selecionar a configuração desejada em dois palitos, e a foto dela é realmente boa. Fiz alguns vídeos para testar, e fica muito bom mesmo, a imagem bem nítida, com controle de foco e luz.


    Sempre gostei de fotografar, mas nunca tive a oportunidade de ter um brinquedo desses na mão, usei ela a semana toda, e ainda não aprendi a usar todos os comandos que ela tem, mas o que eu posso dizer, é que ela é perfeita pra quem quer uma câmera boa, fácil de usar e que não quer gastar muita grana com isso. Ótima pra quem está começando, como eu!


    Agora vou deixar algumas fotos que eu tirei com ela essa semana, bem aleatórias, porque não tive tempo, mas queria mostrar logo! Todas as imagens estão sem nenhum tipo de tratamento de PS, estão como elas realmente foram tiradas.


    IMG_0559


    IMG_0549


    IMG_0547


    IMG_0542


    IMG_0519


    IMG_0462


    IMG_0596


    Por fim, eu, minhas olheiras e um meio sorriso torto pra seduzi-los a curtir esse post e a página do blog! Espero que tenham gostado, Beijos!


    FACEBOOK | TWITTER | INSTAGRAM

  • VALORES

    Apresento pacotes inicias de valores dos meus serviços, sempre atualizados e sem distinção do tamanho do projeto ou do cliente.

    LOCAL

    Lages, Santa Catarina.

    EMAIL

    arqmairavolpato@gmail.com

    Dm's

    @arqmairavolpato

    TWITTER

    @maayvolpato