A importância das pessoas em nossas vidas

by - abril 27, 2014

imagem_companhia
Há uma frase, a qual compõe uma música popular famosa, que diz o seguinte: “é impossível ser feliz sozinho”. E, de fato, é; logo, ela possui um sentido, uma veracidade inquestionável. E esta palavra, inquestionável, pode soar, talvez, um pouco exagerada, mas na verdade encaixa-se perfeitamente no contexto. Seja família, namorado, sejam amigos ou até aquelas pessoas que fazem parte da multidão que nos rodeia: a importância dessas pessoas na nossa vida é o motivo de sermos quem somos.

Ao longo do nosso crescimento físico e mental, sempre pudemos presenciar pessoas as quais se pareciam um modelo notável para o nosso aperfeiçoamento como ser humano. Independente da idade, todos temos aquele alguém o qual gostaríamos de parecer, seja por atributos de sua essência peculiar, sua inteligência abrangente ou, até mesmo, por atributos físicos.

Mas, mais do que influências distantes do respectivo círculo social, o que nos atinge diretamente são as próprias palavras, atos e comportamentos ao alcance do nosso raio de visão. E somos nós mesmos que distinguimos o que é mais conveniente para nós, e isso se torna, automaticamente, a causa da presença de determinadas pessoas na nossa vida, no nosso dia-a-dia.

Estamos à procura do melhor pra nós, e não é de todo errado buscarmos parcialmente a felicidade em terceiros. Desta maneira, há a complementação de gostos, jeitos, e até da própria felicidade. E é a partir desta combinação que o sentido da frase citada no início do texto começa a se fazer verdade.

Então, nada mais justo, ande ao lado de quem lhe deseja bem e compartilhe a felicidade com os que correm ao seu lado. Sozinhos já podemos fazer grandes coisas, mas acompanhados de alguém, podemos chegar mais alto ainda. Sozinhos, carregamos um peso inteiro conosco, mas acompanhados, dividimos o peso que tanto incomoda-nos. E, por fim, sozinhos somos apenas metades; acompanhados, somos completos.

You May Also Like

0 comentários

O que você acha disso?